Salariômetro (FIPE)

O Salariômetro (FIPE) indica que nas negociações com data-base em dezembro, 10,6% registraram reajuste superior e 19,1% igual ao INPC. Esse baixo índice de negociações com ganhos reais é reflexo das altas recentes da inflação medida pelo INPC, que em novembro alcançou o acumulado de 5,2%. (clique aqui para DOWNLOAD).

Em dezembro do ano passado, o Brasil fechou cerca de 68 mil vagas de trabalho, em um mês que tradicionalmente fecha centenas de milhares de vagas. Com isso, o ano surpreendeu ao terminar com um saldo positivo, passando da marca de 142 mil empregos.

NEGOCIAÇÕES EM DEZEMBRO DE 2020

Em um cenário de incertezas sobre a recuperação econômica e alta da inflação acumulada em 12 meses para 5,2% (INPC dezembro/2020), os dados mostram que em dezembro de 2020, as negociações já fechadas com data-base no mês tiveram a mediana de reajuste real abaixo da inflação.

Esse reajuste abaixo da inflação interrompe uma sequência que vinha ocorrendo desde o início da pandemia, de reajustes coincidentes com a inflação.

Em dezembro de 2020, 10,6% das negociações concluídas apresentaram reajuste acima da inflação. No total do ano de 2020, 41,5% das negociações apresentaram reajuste acima da inflação, 32,7% foram coincidentes com a inflação e 25,7% abaixo desta. Parte dos reajustes acima da inflação se deu antes da pandemia e em ambiente de inflação baixa.

Com o resultado do INPC no mês de novembro de 0,95%, o índice de inflação acumulado em 12 meses ficou em 5,19%.

Estimativas do Banco Central apontam que a projeção da inflação em 2021 esperada pelo mercado varia entre 5,4% e 5,8% até abril de 2021, quando inicia mais uma alta expressiva. O índice chega a 7% em junho de 2021 e depois regride até 4,7% em dezembro de 2021. As projeções tiveram nova elevação na comparação com as projeções registradas anteriormente.

Brasil fecha 67 mil vagas em dezembro

Dados do Caged apontam que o Brasil fechou 67.906 vagas em dezembro. O Comércio registrou a criação de 62.599 empregos. Os demais setores registraram fechamento, com destaque para Construção (-43.032).

O fechamento de vagas no mês de dezembro é sazonal, quando normalmente são eliminados centenas de milhares de postos de trabalho.

No ano, o saldo é a abertura de 142 mil postos de trabalho. O resultado foi melhor que o esperado e é atribuído também aos acordos de redução de jornada e suspensão de contratos viabilizado junto com o benefício emergencial.

O ano de 2020 tem os seguintes registros:

•        O setor de Serviços registrou o fechamento de 132.584 postos de trabalho. Os demais setores registraram saldo positivo, com destaque para a Construção (112.174), Indústria (95.588), Agropecuária (61.637) e Comércio (8.130).

•        As Unidades da Federação com a maior perda relativa de vagas foram: Rio de Janeiro (-3,89%); Sergipe (-1,57%) e Distrito Federal (-1,41%). Do outro lado, os que mais geraram vagas proporcionalmente foram: Roraima (6,86%), Acre (5,77%) e Pará (4,46%).

•        De janeiro a dezembro de 2020, o trabalho intermitente registrou saldo positivo de 73.164 postos, enquanto o trabalho em regime parcial registrou saldo negativo de 3.143.

•        Os desligamentos por comum acordo foram 176.376. Isso representa 1,17% do total de desligamentos.

Fonte: Federação Nacional de Empresas de Rádio e Televisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *