Fábio Faria é empossado novo ministro das Comunicações

O deputado federal Fábio Faria (PSD-RN) tomou posse na quarta-feira (17) como ministro das Comunicações. Em cerimônia bastante prestigiada no Palácio do Planalto, em Brasília, Faria destacou o impacto da pandemia de COVID-19 na vida das pessoas e os efeitos na economia, em especial, na área das comunicações.

Segundo o novo ministro, no Brasil, a internet tem potencial para estar presente em 80% dos lares brasileiros e a expectativa é que com a chegada do 5G, a banda larga alcance toda a população.

Faria disse ainda que contará com apoio qualificado para enfrentar os desafios do setor, e destacou que, juntos, TV, rádio, veículos impressos e comunicação online são símbolo e palco da liberdade de expressão. “A TV aberta tem força e a abrangência, leva informação e entretenimento ao território nacional. O rádio é um veículo poderoso, aliado nas grandes cidades e amigo próximo nas comunidades mais isoladas”, afirmou.

Segundo ele, a missão de ser ministro é a etapa mais desafiadora e estimulante de sua carreira. “Entre os desafios está a democratização do acesso à tecnologia de vanguarda, para conectar todos os cidadãos na sociedade de comunicação”, salientou. O novo ministro destacou a importância da união para um enfrentamento efetivo da doença causada pelo novo coronavírus.

Já o presidente Jair Bolsonaro disse que “quanto melhor estiverem as nossas comunicações, transmitindo sempre a verdade na ponta da linha, melhor estaremos todos nós”.

Durante a cerimônia, foi assinado ainda o decreto que altera algumas regras do canal de rede.

Com o desmembramento da pasta, o astronauta Marcos Pontes assinou um novo termo de posse como ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações. Ele fez um balanço do período que esteve à frente das Comunicações, como a atualização de regulamentações e a redução de processos parados no setor de radiodifusão. Segundo ele, o total de processos relativos ao setor que estavam parados era de cerca de 73 mil, e sua gestão reduziu esse número a 37 mil. A expectativa é zerar o andamento desses processos até o fim do ano. “Temos um país continental com necessidades extremas e desigualdade, o que pode ser melhorado com a comunicação”, avaliou.

Participaram também da solenidade, a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, ministros, parlamentares, representantes do setor de radiodifusão, como o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, o presidente do Grupo Bandeirantes de Comunicação, Johnny Saad e o vice-presidente do SBT, José Roberto Maciel, além de representantes do setor esportivo.

Foto: Alan Santos/ PR 

WhatsApp Image 2020 06 17 at 13.18.05

Fonte: ABERT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *