57 anos de importantes conquistas

Há mais de meio século, o Sert-PR vem representando as empresas de rádio e televisão do Paraná de olho no futuro e com respeito ao passado

Fundado em 1962, o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Paraná (Sert/PR) nasceu em um momento de grandes mudanças no Brasil. Rumores indicavam uma possível retomada das concessões por parte do poder público e nomeação de um interventor para a gestão da radiodifusão no país. Buscando garantir a autonomia da comunicação paranaense, os radiodifusores viram na união de forças o caminho certo e logo estabeleceram uma representação.

Desde então, o Sert/PR vem se aperfeiçoando em oferecer os serviços mais eficientes e colaborativos para a defesa dos interesses de seus associados. De acordo com o atual presidente da entidade, Cézar Telles, a união que criou o Sindicato tem se mantido a mesma até hoje, firmando-se como o princípio norteador.

“Se estivermos unidos num só objetivo, vamos colher os resultados do nosso esforço por uma radiodifusão mais pujante e qualificada no Estado. Agradeço a todos os radiodifusores pela confiança e pelo apoio. Tenho a certeza de que estamos no caminho certo e temos trabalhado arduamente para oferecer, a todas as emissoras de radiodifusão do Paraná, o melhor serviço que nos propusemos a apresentar”, ratifica o presidente.

Conheça os principais serviços que o Sert-PR oferece aos seus associados:

  • Convenções Coletivas:

Suporte legal na área Trabalhista e atuação a favor do fortalecimento do nível nas discussões das convenções coletivas.

  • Assessoria Jurídica:

Consultoria profissional especializada na radiodifusão, esclarecendo dúvidas sobre a legislação que envolve o setor, além de protocolar e acompanhar processos junto aos órgãos públicos em Brasília.

  • Assessoria Técnica

Desenvolvimento de manuais claros e simples sobre o dia a dia da radiodifusão, sempre levando às emissoras informações mais relevantes e qualificadas disponíveis, além de orientações técnicas prestadas diretamente por engenheiros de telecomunicações.

  • Combate às emissoras que atuam na irregularidade:

Atuação intensa no combate às emissoras piratas, clandestinas e comunitárias que abusam de suas prerrogativas, resultando em 133 ações contra rádios comunitárias e 04 ações contra TVs Educativas. Atuação também no combate ao uso criminoso de radiofrequências nas fronteiras do País, que resultou na criação do Fórum de Interferência em Rádio, com apoio de órgãos nacionais e argentinos.

  • Apoio nos processos de Migração do AM para o FM:

Participação ativa nos processos de emissoras paranaenses, esclarecendo dúvidas e atuando como interlocutor junto ao MCTIC.

  • Realização de eventos na área da Radiodifusão:

Promoção de Encontros Regionais e dos Congressos Paranaenses de Radiodifusão, em parceria com a AERP, com o objetivo de levar aos profissionais e executivos das emissoras conteúdos relevantes e informações pertinentes para o desenvolvimento do setor.

 

 

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *